domingo, novembro 20, 2005

Homenagens ao General Francisco Franco.


Fiquei completamente surpreso com o volume de pessoas na missa em homenagem a Franco no aniversário de 30 anos de sua morte. A cerimônia foi na basílica de Santa Cruz Del Valle e los Caídos, 50 quilômetros ao norte de Madri. De acordo com os organizadores, cerca de 6 mil compareceram ao evento.Apesar dos ventos da história denegrirem aqueles que viveram pela Pátria ressurge o sentimento nacionalista na Espanha ou ao menos um ressurgir do sentimento de identificação para com a Pátria , como se pode ver no post sobre o catolicismo.Mesmo com o governo socialista eleito pelo terror árabe atentar de toda forma contra a memória cultural e histórica espanhola , muitos resistem.Não se esqueçem que Franco , assim como Salazar conseguiu a neutralidade na Segunda Guerra e fez crescer o país, no caso particular de Salazar lutando contra inúmeras dificuldades e agressões das potências que cobiçavam nossas seculares províncias e o domínio de nosso povo em África.Porém , em Portugal não há homenagens a Salazar, não há grupo salazarista, não há senão uns poucos como o Doutor A.C.R. e o blog Salazarista do Saady que representam o verdadeiro nacionalismo Português e que cultuam a memória deste estadista gigantesco e único.Um dia , o Salazarismo ressurgirá forte e esplendoroso disposto a guiar Portugal para a glória novamente!

3 comentários:

Rodrigo Nunes disse...

O Salazarismo nunca mais ressurgirá, nos meios nacionalistas tem muitos anti-corpos, e nem sequer faz sentido ressurgir, foi um regime que teve um tempo histórico mas que não é adaptável às realidades presentes ou futuras.

Existe ainda um problema adicional, é que algumas das pessoas que em Portugal se afirmam representantes do salazarismo são muito mal vistas entre os nacionalistas, por muitas razões, algumas delas muito importantes.

Mas isso seria uma discussão para ter em privado e não na net.Apesar diso Salazar continua a ser recordado como o maior estadista português do século xx pela maioria dos nacionalistas.

Abraço.

acja disse...

Caro Rebatet, infelizmente tenho de discordar de vc.O Salazarismo talvez nunca ressurga , mas óbviamente , se pode enxergar que ele é totalmente adaptável como sistema moral e patriótico.Especialmente nas atuais conjunturas, quando milhares de imigrantes vão a Portugal e buscam por trabalho e identificação.A identificação que o Salazarismo dá a todos na cultura Portuguesa , abrangente e única.Alguns setores do já reduzido nacionalismo Português vêem mal o Salazarismo porquê são uma variedade incrível de gangues e grupos, há os skins , os nazi-skins , os hammers, e todos racistas neo-paganistas ou protestantes, o oposto do Salazarismo, soberano em discernimento e identidade o Salazarismo pode sim vir a ressurgir dentro ds novas gerações , é uma questão de esclarecimentos.Por fim , não há hipótese mesmo que remota que houvesse no séc XX não apenas em Portugal mas na Europa maior estadista que este.Um abraço, caro amigo.Quanto ao debate poderíamos tê-lo aqui ou no MSN.

Anônimo disse...

Fraga Iribarne: pro- americano en 1.975; Fraga Iribarne, anti- americano furibundo en 2.005; Mario Soares, pro- americano en 1.975; Mario Soares, anti- americano furibundo en 2.005.