segunda-feira, janeiro 30, 2006

Manifestação da Fonte Luminosa.


Cerca de 200 manifestantes do PNR e da Frente Nacional se reuniram ontem na Fonte Luminosa em Lisboa, para homenagear os 360 Portugueses assasinados pelo assasino apartheid negro na África do Sul.Cantaram o hino nacional e discursaram em protesto à negligência do governo Português. Houve cobertura televisiva por parte da RTP na qual discursou Mário Malvado líder dos Hamerskin.E por incrível que pareca este mostrou-se coerente e pouco agressivo.O que não lhe é natural.

6 comentários:

saloio disse...

"Coerente e pouco agressivo" heheheheheehehe.
Só uma pequena correcção: já morreram 361 portugueses!
Abraço ACJA

acja disse...

Obrigado Daniel!E tenho que admitir que gostei de ver o Malvado falar, mostrou-se realmente coerente epouco agressivo.

joana disse...

Não encontrei uma única solução para o problema apresentada pelo PNR ou pela FN. Segundo vi no site, o PNR apenas encoraja o regresso dos portugueses que estão na África do Sul. Isto resolve alguma coisa? Primeiro, alguns desses portugueses têm a sua vida lá e não pretendem voltar. Segundo, isso não resolve o problema da criminalidade lá. Tenciona o PNR que colaboremos com as autoridades da África do Sul? Sem ser isso, há mais alguma coisa que se possa fazer?

Anônimo disse...

A única coisa que o governo português pode fazer é criar condições para que os portugueses que o desejem possam regressar a Portugal, tudo o resto seria ingerência nos assuntos internos de um país soberano.

NC

acja disse...

Concordo com o NC, mas chamar a algum paìs africano de soberano é desvario.

Anônimo disse...

Mas como é que os Portugueses ao de querer voltar, se Portugal caminha a espaços largos para a mesma situação que a Africa do Sul.
O genocídio dos Brancos já começou por lá. Cá se não se tomarem medidas para lá caminha.
A não ser que a escória dos esquerdalhos deixe de controlar o nosso pais.

Celta 88