segunda-feira, janeiro 16, 2006

O Carnaval.

Político, hedonista e racista, o carnaval passou de festa cristã à miscelânea de pecados .O Carnaval já nem de longe lembra a alegria e a inocência dos puros sentimentos cristãos da festa, o cristianismo aliás, há muito já não é presente.O que cerne e atrai a presença dos libidinosos turistas é a presença da nudez e a sexualidade aflorada pela cultura brasileira negra e hedonista.Nesta festa homenagea-se as divindades africanas e a "cultura" negra, resultando em posições polìticas delicadas e abertamente anti-européias, num denodo racista e incoerente.Abaixo vê-se um exemplo bastante claro do racismo e das posições incoerentes, trazem nas veias a intolerância e a mentira, num ódio declarado a quem se devia ao menos o respeito por lhes ter liberto da noite tribal ou da ignorância da própia existência animalesca e reduzida, ou ao menos a compreensão do pensamento contemporâneo às épocas dos aconteciementos."Quando desembarcaram os conquistadores Do velho mundo veio a ambição O índio foi cativo no seu chão O sangue do negro tingiu O nosso povo surgiu dessa mistura ideal ..."

2 comentários:

Anônimo disse...

Entroido o entrudo ? Nao, obrigado.

acja disse...

hehehe