sábado, agosto 12, 2006

A Jihad continua.

"(...)Autoridades britânicas divulgaram os nomes de 19 dos 24 suspeitos de envolvimento em um ataque terrorista de megaproporção --que envolveria dez aviões de grande porte e milhares de passageiros. Em entrevista coletiva, Reid afirmou que se reunirá com ministros europeus nos próximos dias para debater "assuntos de interesse comum" em relação à suposta conspiração terrorista desmantelada ontem no Reino Unido.O ministro confirmou que 24 pessoas estão sob custódia e estão sendo interrogadas em delegacias londrinas, enquanto vários imóveis estão sendo revistados em diferentes pontos do país.Há informações não confirmadas de que ainda haveria cinco suspeitos sendo procurados pela polícia.Todos os suspeitos permanecem sob custódia da polícia antiterror e do MI5 (serviço de inteligência britânico).Segundo a polícia, o plano foi elaborado por uma "rede terrorista internacional", supostamente ligada à Al Qaeda [de Osama bin Laden], e os alvos principais seriam vôos com destino a Nova York, Washington e Califórnia."Folha.

A Jihad continua, os muçulmanos continuam a atacar alvos ocidentais, vencem a alto custo os embates no Líbano, com este acordo de paz ficou bastante claro que Israel é totalmente possível de ser vencida e representam que a Jihad está longe de acabar, já não bastava a natalidade enorme nos países mafometas agora eles recrutam na Europa também.
Estamos bem tramados, de um lado os sionistas do outro comunistas e ainda os islamitas.
Aliás, porquê Rice pede que Irã e Síria respeitem a soberania libanesa e nem sequer cita Israel?
E porquê Bush chama fascistas os islamitas terroristas e de libertadores à sua horda?
Antes os malvados fascistas do que os piedosos sionistas americanos.

2 comentários:

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Já não tenho muita paciência para a crise do Médio Oriente! De qualquer forma cada vez me inclino mais para os valores do mundo ocidental sob os quais fui educado!

acja disse...

Igualmente.
Os valores cristãos são diferentes dos judeus e mafometas.