domingo, agosto 27, 2006

O boy rebelde.

Há alguns dias vi uma reportagem sobre o cantor Supla, que chamou minha atenção pela forma como ele é retratado, um rebelde, que não está nem aì pra ninguém, que critica a burguesia...
Filho do senador politicamente correto Eduardo Suplicy e de Marta Suplicy, que não é mais Suplicy, se separou e casou-se com um argentino, o qual, alèm do casamento ganhou um cargo na administração da Prefeitura de São Paulo quando Marta governou...
Os Suplicy descendem dos Matarazzo, família riquíssima na época da imigração italiana e a quem se deve parte da grandesa paulista.
Mas o que diabos me leva a falar sobre esta criatura?
Supla é um símbolo da rebeldia, da rebeldia dos estúpidos, anda em roupas de couro e cabelo espetado ao bom estilo punk, além de sua cacofonia ser deste estilo também.
É rebelde, é diferente, é revoltado?
Tudo bem, cada um pensa o que quer, por pior que seja...
Mas volto a dizer, esta figura é um símbolo, um símbolo da estupidez e demagogia, Supla iniciou sua carreira nos E.U.A. para onde foi mandado pelos pais para estudar, grande motivo para sua revolta... talvez quisesse ir estudar na Suiça... depois viajou para a Alemanha para aprimorar seus "talentos" adivinhe quem o mandou pra lá?
Termino o post pensando, como pode alguém seguir uma linha de comportamento e fomenta-la sendo ele mesmo a suposta razão desse comportamento?
Comídia... como ele diz...

5 comentários:

JV disse...

Publiquei este texto no meu blogue. Se vir algum inconveniente nisso, diga e será apagado.

Cumprimentos.

acja disse...

Não, não, pagando os direitos autorais pode faze-lo.
Os meus advogados entram em contato consigo.
eheh...

JV disse...

Ah, seu usurário!

acja disse...

Judeu?
Não, emprestou a juros.

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Supla!? O mauricinho rebelde? :)
São os mais irritantes e presunçosos...