domingo, setembro 03, 2006

Lula, um pedreiro com a faixa de presidente.

Não tenho dúvidas, Lula é uma das pessoas mais limitadas que já ocupou um cargo governativo, uma das mais incultas, burras, sem educação e de caráter hediondo.
Não têm nem ao menos os cacoetes ou a aparência mais sóbria do antigo presidente, outra tristeza também.
Na última semana não bastasse o desempenho ridículo de seu governo populista que se farta de dar esmolas e manipular as massas ignorantes além de roubar o que lhe cair à mão, a criatura proporcionou momentos ridículos, que envergonhariam até mesmo um Eduardo de Inglaterra, numa conferência a criatura ausentou-se por momentos e quando voltou disse: "Desculpem, é que almocei um bife e parece que comi um boi"...
O segundo fato marcante e absurdo foram os relatos no livro "Viagens com o Presidente - Dois Repórteres no Encalço de Lula do Planalto ao Exterior" dos jornalistas Eduardo Scolese, da Folha, e Leonencio Nossa, de "O Estado de S. Paulo", nelas o cavalheiro comporta-se na sua habitual ignorância em meio a seus assessores, trata a todos com rispidez, e fala mal, pelas costas claro, de outros presidentes sul-americanos e até mesmo do Chile como país, qualificando de cachoro a seu par Kirchner, que afinal não vale muito, dentre outras qualificações e observações.
A repercussão na América é grande e figura nos jornais mais importantes, Na Argentina, o "Clarín" deu ao texto o título "Os "despautérios" de Lula sobre seus colegas da região", a quem o presidente brasileiro se referiu com palavrões. No Chile, "El Mercurio" entende que Lula "atacou o Chile". A declaração "o Chile é uma piada", de Lula, foi reproduzida pelo jornal "La Tercera". No Uruguai, a declaração de que o ex-presidente Jorge Battle é um "filhote dos americanos" teve destaque. "Depois de tomar alguns uísques, as palavras brotaram de sua boca [de Lula]", escreve "El Observador".
Trecho do chileno "El Mercurio" :
"Hay momentos, mis queridos, que tengo ganas de mandar a Kirchner a la puta que lo parió", habría afirmado Lula.Sobre el entonces presidente de Uruguay, Lula habría dicho: "Aquel no es uruguayo, carajo. Aquel fue criado en los Estados Unidos. Es cachorro de los (norte)americanos".Los estancieros brasileños tampoco se habrían salvado de los improperios del presidente. "Hay que acabar con esa mierda de los estancieros que a cada rato vienen a pedirle dinero al gobierno".En la seguna página del libro los autores relatan el primer diálogo entre Lula y el ex presidente de Brasil, Fernando Henrique Cardoso al día siguiente a la victoria del ex sindicalista en 2002. "Fernando, cómo haces para hacerte una escapadita", le preguntó Lula a Cardoso, que respondió. "Es imposible, Lula... imposible. Aquí hay ’ayudante de órdenes’ (espías, soplones) por todos lados".Lula aparece en el libro como alguien que ironiza sobre sus auxiliares, que puede llegar a ser bastante ríspido y que usa palabras ofensivas con mucha frecuencia, indica el medio."
Como diz a canção: "Tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é fado".

2 comentários:

Camisa Azul disse...

Nunca me esqueço que uma das primeiras medidas do Lula foi trocar de avião.
O povo na miséria e o “socialista” no luxo.

acja disse...

Como sempre.
É um ladrão e o povo do Brasil é uma turba de ignorantes.