terça-feira, fevereiro 27, 2007

Um documento inédito, mais uma página da verdade.



Do camarada Rosa Coutinho a Agostinho Neto,(o qual vale ressaltar, certo dia se deparou com Jorge Jardim em um aeroporto, isto relatado por Jorge Jardim em "Moçambique, Terra Queimada", e desatou a correr, tamanha a covardia e medo deste animal).

3 comentários:

Vitório Rosário Cardoso disse...

este documento é demais. estou chocado. terá ser amplamente divulgado e julgamentos terão de ser feitos.

saudações,

Euro-Ultramarino disse...

Meu Caro Amigo:

Há 33 anos que esta escumalha passeia para aí, não apenas em deliciosa liberdade, mas a cantar de poleiro como heróis e estadistas. Em qualquer lugar onde existisse um resto de vergonha estas criaturas já teriam recebido um castigo igual ao hediondo crime que perpetraram. Despedaçaram Portugal e foram responsáveis pela morte de milhões de inocentes. Onde estão os defensores dos direitos humanos, os caçadores de genocidas, os polícias da liberdade e da democracia? É de derrancar o estômago aos vómitos de nojo.
Abr.

Retornado disse...

Com grande espanto e indignação não posso aceitar que pessoas que incitaram ao GENOCÍDIO fiquem impunes gozando de mordomias, em vez de mofarem nas CADEIAS. VIVA A JUSTIÇA ! VIVA A LEI ! CASTIGO PARA OS MALFEITORES "
SAUDAÇÕES.