quinta-feira, setembro 29, 2005

Abundância.

Viajavam num comboio um Português, um brasileiro, um Francês e um Cubano. Passado um pouco...
O brasileiro abriu a mala, tirou um belo pedaço de picanha, mordeu uma pequena parte e mandou o resto pela janela... Todos observaram aquilo com um certo espanto e o brasileiro justificou: - Ué! Isso é o que há mais na minha terra!
Passado algum tempo, o francês abriu a mala, tirou o belo de um queijo e repetiu o acto do brasileiro. Todos os outros olharam para ele espantados e o francês disse: - Oui! Isso é o que há mais na minha terra!
Mais algum tempo passou e foi a vez do cubano. Abriu a mala, tirou um tremendo charuto cubano, de uns 20 centimetros, deu uma fumaça, apagou e mandou o resto todo pela janela... O espanto era geral e o cubano disse: - Pues que si! Isso é o que há mais na minha terra!
.
Passaram uns vinte minutos, o silêncio reinava na carruagem, quando de repente, o português, sem nada dizer, levantou-se e mandou o brasileiro pela janela.Do Saady.

4 comentários:

Anônimo disse...

Judge certifies FedEx class action discrimination suit
A federal judge certified a class action discrimination lawsuit today targeting FedEx Corp.
Find out how you can buy and sell anything, like things related to music on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like music!

Anônimo disse...

Hi! Greetings from Norway :-) I love your blog!

I have a home based business site/blog. It pretty much covers home based business related stuff.

Feel free to take a look :-)

Rodrigo Nunes disse...

LOL, infelizmente é verdade, em vez de termos cá os portugueses de boa colheita espalhados pelo Brasil, como o ACJA, só cá param os detestáveis nordestinos.

acja disse...

Muito grato caro amigo, spero relmente poder voltar em breve, queira Deus.Pode pareçer preconceito ou generalização , mas realmente a maioria deles é de má índole, são desrespeitosos e mal educados além de amigos do alheio, depois põe a culpa na pobreza, a pobreza não interfere na índole e na boa vontade e até mesmo no respeito ao próximo, a não ser q seja feito voto dela e haja o desapego a vida material.