quarta-feira, março 29, 2006

Pelo Islão.

Um médico pode ser condenado a morte por se ter convertido ao Cristianismo no Afeganistão, foi arguido no tribunal de Kabul e pelas "leis" islamitas pode ser condenado a decapitação!!!
Os agarenos dizem que o islamismo é uma religião de "paz e compreensão" e dizem que por isso se o médico voltar a trás com a decisão não será executado.
O governo minimamente civilizado e menos islamita por consequência, procura livrar o médico iluminado da pena absurda por vias políticas e busca a obtenção da absolvição sob a alegação de deficiência mental.
Os E.U.A. realmente conseguem implantar muito bem sua doutrina democrática no Oriente Médio.
Alguns dizem que se não fossem os E.U.A. o médico já teria sido morto, não concebo análise mais cômica.

2 comentários:

Rodrigo Nunes disse...

Estou consigo na análise meu caro

acja disse...

Muito obrigado caro amigo.