segunda-feira, outubro 02, 2006

O PT sai derrotado.

Em geral os resultados das eleições foi desfavorável à quadrilha petista, no senado foram 17 senadores eleitos da oposição e 11 da quadrilha, sendo em São Paulo a disputa mais emocionante com a vitória do amigo dos bandidos e terroristas Eduardo Suplicy sobre Guilherme Afif que em determinados momentos da apuração chegou a liderar a disputa, mais alguns anos deste comunista burguês no Senado.
Para governador a polarização continua com PMDB com quatro, PSDB e PT também, em São Paulo definiu-se facilmente, Serra venceu com larga margem.
Já a eleição presidencial surpreendeu pela atuação de Alckmim, muito além do que as enganadoras pesquisas anunciavam este chegou a 41, 64 por cento e Lula já agora vacilante em sua convicção de vitória, ficou com 48,61 por cento dos votos.
Como era esperado Lula ganhou em todos os estados do Nordeste e Alckmim foi vitorioso no Sul do país.
Nas câmaras criaturas sinistras habitam os picos de votação, Maluf imerso em escândalos, o homossexual tresloucado (redundância?) Clodovil, Enéas (em quem votei), e o cantor daquela triste forma de expressão cognominada de forró Frank Aguiar são dos nomes mais votados, ao menos um grupo de "drags" não conseguiu a eleição, apesar do estardalhaço.Outros políticos mais notórios conseguiram suas eleições, figuras dos escândalos petistas, gente que renunciou...
Veremos se algo mudará, provavelmente não.

3 comentários:

Marco Aurélio disse...

Lula achou que ia ser fácil. Cantou vitória antes da hora. Não se deve desdenhar da opinião pública nem achar que ela pode ser controlada. Lula agora serve de exemplo a qualquer outro político favorito nas intenções de voto que fugir aos debates é uma péssima idéia. Agora o país que poderá, finalmente, assistir a um debate de propostas e idéias.

Um abraço

Marco Aurélio

acja disse...

Isso mesmo!!!
ahaha
E a Heloísa helena foi pior ainda, pífio!

jose carlos lima disse...

O PT não saiu derrotado nas eleições ao executivo e nem ao legislativo. Lula foi reeleito e, no segundo turno, ajudou a eleger governadores de peso, como por exemplo Ana Júlia, no Pará.

No Legilativo, elegeu a segundo maior bancada. Apesar de não ter ficado em primeiro lugar em termos de maior número de deputados, foi o partido que recebeu a maior quantidade de votos dos brasileiros.

é lamentável que você esteja escrevendo baseado na imprensa brasileira que, desde a posse de Lula, tem atacado o presidente por simples interesse partidário. Trata-se de uma imprensa que, no momento, devido a sua imparcialidade, está sendo questionada.

os compatriotas portugueses precisam se informar melhor. vocês estão bebendo em que fontes para se basearem em tais afirmativas? o governo Lula foi o que mais combateu a corrupção: quase 5 mil prisões de 2003 para cá. Não estou me referindo a presos comuns mas presos por prática de crimes federais, ou seja, corrupção principalmente. Graças ao Poder Judiciário, menos de 50 destes 5 mil presos estão soltos. O Legislativo atrapalha o combate à corrupção a partir do omento em que aprova leis que levam à impunidade.

quanto ao propalado "assistencialismo' do governo petista, concordo com você quanto ao "não dê-lhe o peixe, ensine-o a pescar." Ocorre que a fome no Brasil, quando Lula assumiu, era caso de emergência, e não de se esperar para o pescador leia-se o faminto "aprender a pescar."

Lula foi reeleito. E não foi eleito com o voto dos famintos. Segundo pesquisas, a classe média, que não é beneficiada com o Bolsa Família, também a judou a reeleger Lula.